REDE DE SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS NO DF 
NÚCLEO DE DEFESA DO IDOSO
NÚCLEO DE DEFESA DO IDOSO

 


 

15 de junho - Dia mundial de conscientização da violência contra a pessoa idosa 

Núcleo de Defesa do Idoso

 

A violência contra a pessoa idosa é silenciosa e acontece em todo o mundo. Essa grave violação dos direitos humanos fez com que a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Preservação à Violência à Pessoa Idosa (INPEA) instituíssem o dia 15 de junho como o Dia mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. O objetivo da data é criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa e assim conscientizar a sociedade para a importância do combate a essa crueldade.

O Estatuto do Idoso determina, em seu art. 4°, que “nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligencia, discriminação, violência, crueldade ou opressão e todo o atentado aos direitos, por ação ou emissão, será punido na forma da lei”.

Se você presenciou ou tomou conhecimento de alguma situação da violência envolvendo pessoas idosas denuncie!Este é o primeiro passo para combatermos esse mal que destrói o envelhecimento digno.

 

É DEVER DE TODOS PREVENIR A AMEAÇA OU VIOLAÇÃO DOS DIREITOS DO IDOSO!

DENUNCIE!VOCÊ TAMBÉM É RESPONSÁVEL.

 

Conheça os tipos de violência contra o Idoso:

 

  • Violência Física: Uso da força física para obrigar a pessoa idosa a fazer algo que não seja, para ferir, causar dores, incapacidade ou morte do idoso. Exemplo: tapas, socos, etc.
  • Violência Psicológica: Agressões verbais ou gestos que visem afetar a autoestima, a autoimagem, a identidade ou aterrorizar a pessoa idosa. Exemplo: insultos, xingamentos, etc.
  • Violência Sexual: Ato ou jogo sexual realizado com a pessoa idosa, sem o desejo e o consentimento desta. Exemplo: caricias e/ou relação sexuais não desejadas pelo idoso, exibicionismo.
  • Violência financeira ou patrimonial: Exploração indevida da renda e apropriação do patrimônio do idoso. Exemplo:obrigar o idoso a contrair empréstimos contra sua vontade,utilizar a renda do idoso para fins diversos etc.
  • Violência Institucional: Violência praticada pelos órgãos de atendimento ao idoso, através da recusa em prestar o atendimento ou presta-lo com má qualidade.
  • Negligencia: Falta de atenção para com as necessidades da pessoa idosa. Exemplo: não prover alimentos e moradias, descuido com a saúde, etc.
  • Abandono: Ausência ou recusa dos responsáveis, sejam eles familiares ou órgãos governamentais e não-governamentais, em prestar socorro e auxilio a pessoa idosa que necessite.
  • Autonegligência: Conduta da pessoa idosa que ameaça a sua própria saúde ou integridade física e mental.

 

No Distrito Federa, você pode procurar os seguintes órgãos para receber orientações e denunciar os maus tratos e a violação dos direitos do idoso:

 

Defensoria Publica do Distrito Federal Núcleo de Defesa do Idoso

TJDFT, Fórum de Brasília, Bloco B, 4° andar.

Telefone: 61 3103-7612 


Central Jurídica do Idoso

TJDFT, Fórum de Brasília, Bloco B, 4º andar.

Telefone: 61 3103-7609/3103-7621


Ministério Publico – Promotoria de Defesa do Idoso e do Portador de Deficiência

Praça Municipal Lote 2, 1° andar, Sala 115 a 121.

Edifício Sede MPDFT

Telefone: 61 3343-9414


 Conselho dos Direitos do Idoso do DF

Estação do Metro das 114 Sul – Praça do Cidadão

Telefone: 61 3905-1355

 


Secretaria Especial do Idoso

S I A Trecho 2, Lote 2075 a 2115, Térreo – Edifício Azulão

Telefone: 61 3361-7720

 

10-11-2012
Por:Gleice Costa